Aterrem em Portugal

Aterrem em Portugal

Aterrem em Portugal

«Aterrem em Portugal», da autoria de Carlos Guerreiro, editado por «Pedra da Lua», em 2008, «traça o retrato de um país através dos olhos de jovens estrangeiros que, envolvidos no tumulto de um conflito mundial, se viram, de repente, num Portugal atrasado - mas em paz.

Centenas de pilotos beligerantes estiveram em Portugal durante a II Guerra Mundial depois dos seus aviões terem sofrido avarias ou danos em combate. Algumas dezenas chegaram mesmo a morrer em resultado de aterragens acidentadas ou combates que se desenrolaram no nosso espaço aéreo. Este livro conta estas histórias.

Para a sua concretização o autor entrevistou mais de uma dezena de pilotos aliados que, entre os anos de 1941 e 1945, terminaram voos em Portugal e acabaram por ser internados durante dias, semanas ou meses no nosso pais. Vários portugueses, testemunhas ou participantes nos incidentes, ou que conviveram, com estes aviadores também foram entrevistados.

O livro, com mais de 300 páginas, conta com mais de 150 fotos e documentos daquele período fornecidos por várias fontes. A maioria foram entregues pelos próprios entrevistados que guardaram não só fotos como, por exemplo, o telegrama que a família recebeu dias depois de terem realizado a aterragem. Encontra-se dividido em cinco partes, além de um anexo documental que pode dar pistas para outros investigadores.

Contadas na primeira pessoas é possível conhecer as histórias de vários aviadores que terminaram as suas viagens no mar perto de costa portuguesa. Outros relatos incidem sobre os períodos de internamento nas Caldas da Rainha ou em Elvas, por onde passaram centenas destes jovens estrangeiros.

Por fim, são referidas várias histórias, umas inéditas e outras não, que também merecem ser contadas. A última parte deste apresenta, cronologicamente uma lista com cerca de 130 aviões beligerantes de várias nacionalidade que aterraram ou se despenharam em Portugal ou nas ex-colónias portuguesas durante este período.

Também alguns voos civis que partiram de Lisboa e que tiveram fins trágicos merecem alguma atenção».

Em 1 de Setembro de 1939, teve início a II Guerra Mundial, com a invasão da Polónia pela Alemanha.

Em Portugal, país supostamente neutral, aconteceu muito mais que merece atenta leitura... Se bem que apresentado ao público no já longíquo ano de 2008, no blogue «Aterrem em Portugal» existe muita e actualizada informação que nos remete para acontecimentos que tiveram lugar no contexto da II Grande Guerra Mundial, nomeadamente em Lagos, Aljezur e Vila do Bispo, pela década de 40 do século XX.

Destacamos a chamada «Batalha de Aljezur», que levou Adolf Hitler a condecorar, em 1943, quatro algarvios que tinham resgatado os corpos de sete aviadores nazis abatidos por caças ingleses nos céus de Aljezur.