Ana Custódio

Desafios actuais na maternidade

5 Mitos da amamentação

O ano de 2020 foi o mais inesperado que alguma vez já vivemos, ninguém ficou indiferente e para os recém pais veio acompanhado de uma grande dose de incertezas e dúvidas.

Acompanhei muitas mulheres e casais na fase da gravidez, parto e amamentação e percebi os seus maiores desafios. Deixo aqui os desafios, mas acima de tudo algumas dicas que fizerem a diferença e que, no momento que continuamos a viver, podem ajudar futuros pais.

Gravidez

As mulheres nesta fase tiveram que enfrentar as consultas, exames médicos e quaisquer idas a serviços de saúde, sozinhas, sem a possibilidade de terem o seu companheiro consigo fosse para estar presente fosse para tomar decisões importantes.

As aulas de preparação para o parto presenciais foram na sua maioria canceladas, mas a informação e preparação é poder daí que os programas online tenham sido a alternativa encontrada e com muito sucesso.

DICA: Não podendo estar presente em todos os serviços, podem procurar fazer as ecografias numa clínica que aceite que o pai entre.

Parto

Este foi talvez o tema mais falado, na área da maternidade. Ter o acompanhante escolhido pela mãe é um direito consagrado na lei e que de um momento para o outro foi retirado. As mulheres viram-se sozinhas num momento em que tanto precisam de apoio emocional, mais do que físico e os pais por outro lado, viram-se afastados de um momento tão especial quanto é o nascimento de um filho. Felizmente têm surgido mudanças e cada mulher que exige os seus direitos está a fazer caminho por todas as outras. *ver caixa

DICA: Com a possibilidade de entrada do pai na sala de parto, no período expulsivo, a preparação e conhecimento sobre o parto, dão à mulher ferramentas para ficar em casa o máximo de tempo e ir para o hospital apenas quando estiver mesmo perto do nascimento do bebé.

Essencial, fazer um PLANO DE PARTO.

Visitas ao recém nascido

Por norma já é um assunto delicado, as mães sentem que muitas vezes são invasivas e cansativas mas não sabem como gerir essa situação.

Com a pandemia foi mais fácil gerir, já que as visitas ao recém nascido no hospital estão proibidas e em casa também são desaconselhadas, mas trouxe outras questões para a mãe.

A mãe viu-se muitas vezes ainda mais sozinha e com um recém nascido nos braços, com receios e dúvidas foi essencial ter apoio à distância de um click.

DICA: Fazer video-chamadas para a família, manter contacto com as pessoas mais próximas, ter alguém de confiança (de preferência sempre a mesma pessoa) que ajude com compras ou tarefas de casa, ter apoio online na amamentação e cuidados ao bebé.

Associação Portuguesa pelos Direitos da Mulher na Gravidez e Parto:

Informação actualizada sobre toda esta temática, entrevistas, artigos de opinião, petições e muitas ferramentas que podem ser úteis nesta fase.

-----------

Ana Custódio

SITE: https://anacustodio.pt

Youtube: Ana Custódio

Instagram: Ana Custódio

e-mail: ac@anacustodio.pt