A nossa playlist de Janeiro de 2021

A playlist da Nova Costa de Oiro - Janeiro de 2021

A nossa playlist de Janeiro de 2021 (as mais escutadas no ano de 2020)

Em finais de Dezembro e à semelhança de anos anteriores, a plataforma de música Spotify compilou as 100 músicas e artistas mais ouvidos das 12 nossas playlists de 2020, cada uma correspondendo a um mês desse ano.

Destas, seleccionámos as 31 que compõem a nossa playlist de Janeiro de 2021 e que poderão ser escutadas clicando na ligação disponível.

Do Rock/Pop anglófono, à música em português adocicado que nos chega do Brasil, passando pelas Caraíbas (Cuba, Jamaica, Martinica e Guadalupe), pelo Jazz e pelo Fado, são enormes os músicos e artistas que temos divulgado neste espaço dedicado à música. Entre estes, gostaríamos de destacar os nomes de Carlos Paredes, Vera Lynn, Frank Sinatra, Guillermo Portables, Compay Segundo ou Chico Buarque de Holanda e Vinicius de Moraes. Embora não constando da playlist deste mês, Amália Rodrigues acompanhou-nos musicalmente ao longo do ano que passou.

Terminamos esta selecção musical com José Mário Branco e «Eu Vim de Longe, Eu Vou Para Longe», recordando o passado, de olhos abertos para o futuro.

Para escutar, clicar aqui

01 – Sometimes It Snows In April – Prince

02 – Viva la Vida – Coldplay

03 – The Scarlet Thing in You – Peter Murphy

04 – Turn! Turn! Turn! – The Byrds

05 – La Bamba – Los Lobos

06 – Soy Loco Por Ti América – Caetano Veloso

07 – Tarde Em Itapoan – Vinicius de Moraes

08 – Águas de Março – Elis Regina

09 – Tanto Mar – Chico Buarque de Holanda

10 –Águas Abril – Bebe & Luis Pastor

11 – Quando Sali de Cuba – Guillermo Portables

12 – Voy pa Mayarí – Compay Segundo

13 – Como la Avellaneda – Compay Segundo

14 – Nacido El Diez de Abril – Patxi Andion

15 – Adios Rios, Adios Fuentes – Amancio Prada

16 – Canto do Rio – Carlos Paredes

17 – Trova do Vento que Passa – Carlos Paredes & Manuel Alegre

18 – Sei de Um Rio – Camané

19 – Os Búzios – Ana Moura

20 – O Fado da Procura – Ana Moura

21 – Ao Longo de Um Claro Rio de Água Doce – Susan Palma-Nidel

22 – Rema – Brigada Victor Jara

23 – Moon River – 2Cellos

24 – Moon River – Frank Sinatra

25 – White Cliffs Of Dover – Vera Lynn

26 – Kaya – Bob Marley

27 – Syé Bwa – Kassav’

28 – Zouk-la Sé Sel Médikaman Nou Ni – Kassav’

29 – Se Pou Nou – Zouk All Stars

30 – Kolé Seré – Jocelyne Beroard

31 – Eu Vim de Longe, Eu Vou Para Longe – José Mário Branco


Orquestra Clássica do Sul, em Lagos

Duos, Sonatas e Serenatas

pela Orquestra Clássica do Sul, em Lagos

Integrado no Ciclo de Música de Câmara, o Agrupamento de Música de Câmara da Orquestra Clássica do Sul apresenta no auditório Duval Pestana, no Centro Cultural de Lagos, em 21 de Janeiro de 21, pelas 19 horas «Duos, Sonatas e Serenatas».

O preço do ingresso é de 6 euros (com os habituais descontos) e o Centro Cultural de Lagos oferece estacionamento gratuito no Parque de Estacionamento da Frente Ribeirinha - Avenida dos Descobrimentos.

Para a obtenção do referido desconto, basta que o utente apresente na recepção do parque, o bilhete do espectáculo a que assistiu no CCL (a oferta diz apenas respeito a uma hora antes até uma hora depois de cada espectáculo).

Serão interpretadas as seguinte peças musicais: de Ludwig van Beethoven (1770 - 1827) o «Duo para violino e violoncelo nº 1,Woo 27», de Francis Poulenc (1899 - 1963) a «Sonata para clarinete e fagote» e de Alfredo Casella (1883 - 1947) a «Serenata, op. 46».

O Agrupamento de Música de Câmara, da Orquestra Clássica do Sul é constituído por Pedro Nuno (clarinete), Joaquim Moita (fagote), João Mogo, (trompete), Zachary Spontak (violino) e Mikhail Shumov (violoncelo).

Segundo informação institucional, «Fundada em 2002 como Orquestra do Algarve, torna-se Orquestra Clássica do Sul (OCS) em Setembro de 2013, com o objectivo de levar a sua missão às regiões do Algarve, do Alentejo e da Península de Setúbal em Portugal e da Andaluzia em Espanha, oferecendo uma programação diversificada e de elevada qualidade artística. A OCS tem como fundadores, além do Turismo do Algarve e da Universidade do Algarve, as autarquias algarvias de Albufeira, Faro, Lagos, Loulé, Portimão e Tavira. Os municípios de Alcoutim, Almodôvar, Castro Marim, Évora, Lagoa, São Brás de Alportel, Serpa e Silves, e a Universidade de Évora são também associados».

«Os Ciclos de Música de Câmara são uma aposta constante na programação, proporcionando maior oferta e diversidade de concertos neste âmbito musical.

O ciclo reveste-se de um enorme grau de importância, na medida em que visa aprofundar um repertório diferente do repertório orquestral, mas ao mesmo tempo fundamental para o desenvolvimento artístico da música de conjunto. Por outro lado, é também objectivo deste ciclo levar a música a outros espaços, menos convencionais».