Aniversário da Nova Costa de Oiro

Neste número de Julho celebramos um ano de existência neste novo formato: o digital – e recorrendo a várias plataformas de leitura, também vídeo, no nosso canal de YOUTUBE.

Estes 12 meses, que passaram «a voar», não poderiam ter sido mais gratificantes.

Foram muitos e variados os temas que abordámos nestas 12 edições, tendo sempre Lagos como Centro.

Esta celebração estende-se a todos os colaboradores e amigos que ao longo deste ano nos brindaram com textos e imagens, enriquecendo e qualificando este projecto, ampliando a informação e os conteúdos.

Um ano construído também com muitos leitores - um número que excedeu as nossas expectativas - que com o seu encorajamento e crítica construtiva nos desafiaram a fazer mais e melhor.

A estar e a ser mais atentos e presentes.

Em jeito de balanço creio termos cumprido escrupulosamente o nosso Estatuto Editorial: «A revista Nova Costa de Oiro compromete-se a assegurar o respeito pelos princípios deontológicos e pela ética profissional dos jornalistas, assim como pela boa-fé dos leitores».

Por estas razões, a todos, colaboradores, leitores e entrevistados, agradecemos. Obrigado!

Na incerteza dos dias que estão para vir e na certeza das dificuldades que todos atravessaremos em Lagos mas também em tantos outros lugares do Mundo, esperamos que se cuidem e que resistam.

Resistam sempre! Os tempos de ventura chegarão. Haja saúde!

Por ora, deixamos em jeito de presente esta edição de Julho e que ela mereça a vossa melhor atenção.

Carlos Mesquita


Na «Nova Costa de Oiro» não se utiliza a Reforma Ortográfica de 1990-2008, indevidamente chamada «Acordo Ortográfico».